Bem vindos!



quarta-feira, 25 de maio de 2011

Água: geradora da vida

Nossa turma realizou um pequeno experimento com sementes para evidenciar a importância da água na manutenção da vida.  Levantamos a hipótese, também, da necessidade de luz ou não.





Amostra 1 - sementes secas não expostas a iluminação

Amostra 2 - sementes hidratadas não expostas a iluminação

Amostra 3 - sementes secas expostas a iluminação

Amostra 4 - sementes hidratadas expostas a iluminação

Após cinco dias...



Amostra 1 - não sofreu alteração

Amostra 2 - as sementes germinaram mesmo sem iluminação

Amostra 3 - não sofreu alteração

Amostra 4 - as sementes germinaram


Após 7 dias...








 A amostra que estava exposta a iluminação apresenta folhas bem verdinhas, enquanto a outra que ficou no escuro, suas folhas estão amareladas.

domingo, 15 de maio de 2011

Estamos estudando o espaço geográfico e suas formas de representação. Dessa forma, nossa turma procurou imagens de satélite do endereço onde residem.

São Cristóvão - Isabele
  

Benfica - Hanna

  
Ramos - Ana Beatriz


 Crianças, vale a pena reler a matéria "Satélites artificiais: o gira-gira ao redor da Terra" que está na revista CHC das Crianças, exemplar de março/2011.  Beijos, profª Aparecida.





sexta-feira, 13 de maio de 2011

Crianças, vale a pena ler esta matéria do site G1. Observem as fotos... Que maravilha!!!

BBC 12/05/2011 12h48 - Atualizado em 12/05/2011 13h47


Mergulhador fotografa divisão entre placas tectônicas na Islândia

O britânico Alexander Mustard documentou um mergulho entre as placas tectônicas da América do Norte e da Eurásia, que se afastam a cada ano.



Da BBC


O fotógrafo britânico Alexander Mustard registrou o mergulho que ele e outros colegas fizeram na fenda entre as placas tectônicas da América do Norte e da Eurásia.
A aventura para conhecer a "fronteira" entre as duas placas ocorreu no Parque Nacional Thingvellir, na Islândia. A paisagem submersa do parque é cheia de vales, falhas e fontes de lava, formados pelo afastamento gradual entre as duas placas, que se distanciam cerca de 2,5 centímetros uma da outra a cada ano.
Foto tectônica 2 (Foto: Alexander Mustard / Solent )Fotos foram tiradas nas imediações do Parque Nacional Thingvellir. (Foto: Alexander Mustard / Solent )
Os mergulhadores que participaram da expedição desceram cerca de 24 metros na fenda entre as placas, mas chegaram a até 60 metros de profundidade em cânions como o Silfra e o Nikulasargia.
Mustard, de 36 anos, diz que as imagens mostram 'o mundo submarino único da Islândia, que, assim como a ilha, é formado por paisagens vulcânicas'.
A lava e o vapor quente na interseção entre as placas criou também a chaminé hidrotermal Arnarnes Strytur, visitada pelos mergulhadores. A água é expulsa da chaminé 80°C e forma uma coluna turva ao entrar em contato com a água do mar, que está a 4°C.
Alexander Mustard é especializado em imagens submarinas. Um de seus trabalhos mais conhecidos é o registro fotográfico de destroços de navio no fundo do mar ao redor do mundo.
Foto tectônica 1 (Foto: Alexander Mustard / Solent)Mergulhadores chegaram a atingir até 60 metros de profundidade. (Foto: Alexander Mustard / Solent)
Placas tectônicas
A noção de placas tectônicas foi desenvolvida nos anos 1960 para explicar as localizações dos vulcões e outros eventos geológicos de grande escala.
De acordo com a teoria, a superfície da Terra é feita de uma "colcha de retalhos" de enormes placas rígidas, com espessura de 80 km, que flutuam devagar por cima do manto, uma região com magma nas profundezas da terra.
Foto tectônica 3 (Foto: Alexander Mustard / Solent)Fenda entre duas placas tectônicas foi estudada. (Foto: Alexander Mustard / Solent)
As placas mudam de tamanho e posição ao longo do tempo, movendo entre um e dez centímetros por ano - velocidade equivalente ao crescimento das unhas humanas.
O fundo do oceano está sendo constantemente modificado, com a criação de novas crostas feitas da lava expelida das profundezas da Terra e que se solidifica no contato com a água fria. Assim, as placas tectônicas se movem, gerando intensa atividade geológica em suas extremidades.
As atividades nestas zonas de divisa entre placas tectônicas são as mesmas que dão origem aos terremotos de grande magnitude.
Foto tectônica 4 (Foto: Alexander Mustard / Solent)Alexander Mustard é especializado em fotografia no fundo do mar. (Foto: Alexander Mustard / Solent)

terça-feira, 10 de maio de 2011

Novos conhecimentos estão a caminho... Vamos nos preparar!

Queridos alunos, no 2º bimestre nosso assunto será "Os seres vivos".  Que tal iniciarmos nosso estudo visitando um zoológico virtual?  O site é www.zoologicovirtual.com.br.  Lá, vocês encontrarão curiosidades sobre os animais, jogos, brincadeiras e uma enquete (pesquisa) para saber qual é o seu animal preferido.  Mãos à obra!  Bom estudo e divertimento!

quarta-feira, 4 de maio de 2011

A Terra é quente! Um vulcão entra em erupção!











video


video
Com base no estudo do interior do nosso planeta, as crianças realizaram a atividade proposta no Caderno Pedagógico de Ciências.  A turma ficou fascinada ao ver o vulcão construído em classe entrar em erupção!!!
Quer fazer também?  Lá vai a dica!
Você vai precisar de:
*vinagre
*4 colheres de bicarbonato de sódio
*colorau
*argila ou massa de modelar
*garrafa plástica pequena
*prato grande e bem fundo
*funil

Modo de fazer:
1-Misture o colorau com o vinagre.
2-Coloque o bicarbonato no interior da garrafa com o auxílio do funil.
3-Coloque a garrafa no centro do prato.
4-Cubra a garrafa com a argila ou massa de modelar para ficar com a forma de um vulcão mas NÃO CUBRA A BOCA DA GARRAFA!
5-Despeje a mistura de vinagre com o colorau na garrafa usando o funil e veja o que acontece.
Bom experimento!!!